Buscar
  • blogcomandantenadia

Isolamento ou distanciamento? O importante é a vida

Artigo publicado originalmente no Jornal Zero Hora em 28/04/2020


A covid-19 está provocando uma transformação mundial. Os tempos são difíceis, medidas precisam ser adotadas para conter a disseminação do vírus, mas não podemos esquecer que fome, miséria e desemprego podem ampliar em muito uma tragédia.  Defendemos a retomada do comércio e das atividades industriais de maneira responsável, sempre priorizando a saúde e a vida das pessoas. Setores que são pilares de sustentação financeira de milhões de famílias estão sacrificados.  Aqueles que mais necessitam não podem ser impedidos de sair de casa para buscarem sua subsistência, e é bom deixar claro o óbvio: não há saúde na miséria.

A flexibilização do isolamento social se faz necessária frente à grave crise econômica que está se instalando

Saúde e economia não devem ser concorrentes. São complementares, não existe saúde na miséria. O dinheiro dos impostos do setor privado permite que o poder público invista na assistência social e na saúde, áreas fundamentais, ainda mais nesse momento. Responsabilidade é a palavra! Manteremos em resguardo nossos idosos e grupos de risco. Jovens e pessoas com boa saúde devem retornar, gradativamente, ao trabalho. 


A fome não espera. A flexibilização do isolamento social se faz necessária frente à grave crise econômica que está se instalando. Setores brasileiros como os de bens não duráveis e turismo/transporte tiveram queda de 24,5% e 66,7%, respectivamente, segundo dados da Cielo. O varejo total apresentou redução de 26,7% nas primeiras semanas de abril.  No setor de Bares e Restaurantes são cerca de cinco mil demissões só em Porto Alegre, por causa da pandemia. 


Se o isolamento horizontal seguir, os danos, já enormes, podem ser irreparáveis e o desemprego atingirá índices catastróficos.


Por isso, protocolei, junto com cinco colegas vereadores, um projeto de lei para a abertura gradual do comércio e da indústria, respeitando todos os protocolos de saúde estipulados pelas maiores autoridades sanitárias do mundo. A ideia é manter a distância determinada como segura, a utilização de máscaras e luvas, álcool em gel e sem saturação dos ambientes. Um projeto com toda a envergadura técnica necessária para que a população tenha mais informações sobre o andamento do processo de combate à covid-19. Hoje, as notícias na imprensa se resumem a informar o número de mortes e orientar favorecimento ao isolamento, apartando a sociedade organizada de um maior envolvimento no processo de decisão dos governos. Não é preciso lembrar que quem mais sofre com tudo isso são as pessoas, em especial as menos favorecidas. Democracia é ouvir e respeitar a todos. Isolamento e uma coisa, distanciamento é outra. E a vida é o mais importante.

57 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo